Nossa Profissão a Serviço do Reino de Deus

0
232

Recentemente li um livro do autor Timothy Keller que falava sobre Fé & Trabalho e que me fez repensar um pouco sobre a maneira que eu encarava minha profissão, quero compartilhar um pouco com vocês.

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e inseguro, as pessoas muitas vezes têm questionamentos perturbadores: “Porque estou fazendo este trabalho?”, “Como faço para integrar a minha fé ao trabalho?”.

Trabalho não é a única coisa que existe na vida. Não temos vida plena sem trabalho, mas não podemos afirmar que o trabalho é o significado de nossa vida. Quem faz do trabalho o propósito de sua vida – mesmo que seja o ministério cristão – cria um ídolo que compete com Deus. Nosso relacionamento com Deus é o alicerce mais importante da vida e, na verdade, impede que todos os outros fatores – trabalho, amizades, família, lazer e diversão – se tornem tão importantes a ponto de se transformarem em vício e distorção.

Não devemos escolher empregos e conduzir nosso trabalho visando obter satisfação pessoal e poder, porque ser chamado por Deus para realizar alguma coisa já é algo suficientemente poderoso. Temos de trabalhar como um meio de servir a Deus e ao semelhante e, então, escolher e conduzir nosso trabalho de acordo com esse propósito.

A pergunta relacionada á escolha de nosso trabalho deixa de ser: “Quem me paga mais e oferece mais status?”. A pergunta tem um ser: “Levando em conta minhas habilidades e oportunidades, como posso ser útil às pessoas, sabendo o que sei a respeito da vontade de Deus?”.

Responda esta pergunta: “Para que serve seu trabalho?”

Eclesiastes afirma: “Não há nada melhor para o homem do que […] ter prazer no seu trabalho” (2.24).

Dizem que ninguém jamais chega ao fim da vida desejando ter passado mais tempo no escritório. Até certo ponte, faz sentido, claro. Mas existe uma perspectiva mais interessante: no fim da vida, será que você achará que teria sido melhor investir mais tempo, ânimo e habilidades em ambientes, produtos ou serviços que ajudariam as pessoas a oferecer e receber mais amor? Sua atual trajetória profissional levaria você a responder “sim”a essa questão?

A visão de que trabalhamos para servir os outros, não a nós mesmos, pode fornecer o fundamento para uma vida pessoal e profissional equilibrada e bem-sucedida. Excelência, integridade, disciplina, criatividade e paixão no trabalho podem ajudar as pessoas e até mesmo ser considerados atos de adoração, em vez de apenas servir aos nossos interesses pessoais.

Nixon Almeida
Livro: Timothy Keller – Como Integrar Fé & Trabalho

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here